Polícia

Ocorrências registradas pela Polícia Militar de Capinzal durante a sexta-feira

  • Jardel Martinazzo
  • 07/01/2022 22:26
196241301261d8ec56910343.29538981.jpg

Na manhã desta sexta-feira (07) um veículo foi notificado por estacionar em local não permitido na Rua Aparício Ribeiro, no centro de Capinzal.

A comunicante informou que mesmo com a marcação na via, é corriqueiro que veículos estacionem no local, impossibilitando o acesso à garagem. No presente momento, a guarnição constatou que o veículo VW/Golf encontrava-se estacionado em local proibido, sendo então notificado. 

Os militares realizaram o levantamento fotográfico e orientaram a solicitante a procurar o setor de trânsito para uma melhor sinalização.

No período da tarde a guarnição em rondas no bairro São Cristóvão visualizou um veículo transitando com o parachoque danificado. Foi realizada a abordagem do VW/Gol e constatado que encontrava-se com licenciamento atrasado.

Diante do fato constatado, foi expedida a notificação pertinente e recolhido o veículo junto ao pátio do guincho credenciado. 

Também no período da tarde a guarnição foi acionada para deslocar até a Rua João Tonini no Loteamento Colina. Ao chegar ao local a solicitante recebeu os militares bastante nervosa. A mesma informou que seu vizinho havia dito a sua filha que iria atear fogo na casa onde a solicitante reside com a família.

A moradora disse temer por sua integridade e de sua filha. O autor informou que faz tratamento psiquiátrico, que possui esquizofrenia, que tudo que a vítima diz é mentira e que precisará provar. Assim, foi colhido o depoimento dos envolvidos, realizado o levantamento fotográfico, expedido guia de manifestação da vítima, bem como termo de compromisso de comparecimento, junto ao juizado especial criminal da comarca de Capinzal.

No final da tarde a guarnição foi acionada para deslocar até uma trilha que dá acesso a Copérdia, onde um adolescente estaria embriagado. Assim, ao chegar ao local, um adolescente apresentava sinais de embriaguez. Indagado o mesmo acerca do ocorrido, porém, as informações foram imprecisas.

A solicitante, conselheira tutelar,  encaminhou o adolescente junto aos responsáveis e, se necessário, seria encaminhado para atendimento médico. 

Enquete

Você é a favor ou contra ao fim da obrigatoriedade do uso de máscara?